São Paulo, a maior cidade do país, com cerca de 12,2 milhões de habitantes, é um turbilhão de “oportunidades” para quem a visita, seja durante o dia ou à noite, afinal, Sampa nunca dorme!

A correria, típica dos grandes centros urbanos, chega a dar um nó na cabeça de quem chega por aqui.

Por isso, criamos este conteúdo especial com 06 super roteiros alternativos para você descobrir redutos da natureza, ouvir histórias, degustar uma boa comida e ainda viajar no tempo; tudo isso em meio à agitada metrópole.

1. Beco do Batman

Beco do Batman - Vila Madalena, SP
Beco do Batman – Vila Madalena, SP. Foto: Blog Turisteiro.

São Paulo é o berço de grandes artistas urbanos. Não à toa, a cidade é considerada uma das capitais do mundo da arte de rua, e o Beco do Batman é um dos principais locais para você apreciar este tipo de arte por aqui.

Os primeiros grafites estampados nas ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque, popularmente chamadas de “Beco do Batman”, foram feitos na década de 80, criando ali, uma galeria de arte a céu aberto no coração da Vila Madalena

Tradicional endereço da arte de rua, as paredes do local são completamente grafitadas com os mais variados desenhos,  feitos em sua maioria por artistas renomados que deram ao local, antes abandonado, o status de ponto turístico da capital.

Se você ficou curioso para saber porque o local é chamado de Beco do Batman aí vai uma explicação: reza a lenda que na década de 80 um desenho do batman apareceu pintado em uma das paredes do beco da noite para o dia, tendo sido adotado este nome,  até hoje, em referência ao primeiro desenho grafitado aqui.

O local costuma estar sempre cheio de visitantes, principalmente nos fins de semana. Nas duas ruas é permitido apenas o acesso de pedestres e ciclistas, o que torna a experiência do passeio bem próxima a estar, literalmente, em um museu.

2.  Trilha da Pedra da Quatinga – Uma aventura na natureza!

Museu Funicular de Paranapiacaba
Museu Funicular de Paranapiacaba. Foto: Veja São Paulo

Pouca gente sabe mas é possível aventurar-se por trilhas em meio a mata, mesmo se você estiver viajando pela capital Paulista.

Partindo da Estação da Luz, o chamado Expresso Turístico levará você até Paranapiacaba, um pequeno vilarejo com aura inglesa localizado no Alto da Serra do Mar, Região Metropolitana de São Paulo.

Cercada pela Mata Atlântica, seis trilhas com diferentes níveis estão espalhadas pelo Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba, sendo a Trilha da Pedra da Quatinga uma das melhores para você aproveitar em sua visita ao vilarejo.

Vista do Alto da Vila de Paranapiacaba.
Vista do Alto da Vila de Paranapiacaba. Foto: VEJA São Paulo

A trilha com nível considerado difícil, leva até o topo da Montanha do Itaguacira, com cerca de 1.200m, oferecendo uma visão sem igual de toda a Serra, do Centro de Mogi das Cruzes e também da Baixada Santista, com um incrível pôr do sol ao fundo que é de fazer brilhar os olhos.

Para os que não conhecem a trilha, e se voc6e for um viajante certamente este será o seu caso, passeios com guias locais garantem o passeio, que em geral ainda inclui passagem por outros pontos importantes da vila como a Estrada do Taquarussu e o Vilarejo de Taquarussu.

3. Tour Macabro em Paranapiacaba

Além dos atrativos naturais, Paranapiacaba oferece aos seus visitantes atrativos culturais que são verdadeiros espetáculos, alguns deles, digamos, do horror.

Não poderia haver lugar melhor para abrigar um tour macabro como esse: A vila histórica de Paranapiacaba, no distrito de Santo André, além de encantadora por sua vasta natureza, como já vimos por aqui,  é considerada como um dos lugares mais assombrados de São Paulo.

Um hospital abandonado com sua densa neblina, cemitério arrepiante, e ruas de vielas escuras, guardam consigo fatos e lendas que viraram inspiração para esse tour que passa por vários locais “misteriosos” desse vilarejo.  

Esses passeios são realizados por guias locais que conhecem em detalhes cada uma dessas “histórias arrepiantes” e que no mínimo, garantirão uma boa dose de diversão em sua visita.  

4. Passeio ao Pico do Jaraguá – Parque Estadual do Jaraguá

O Pico do Jaraguá é o ponto mais alto da cidade de São Paulo, localizado no Parque Estadual do Jaraguá, zona oeste da capital.  

Parque Estadual do Jaraguá. - SP
Parque Estadual do Jaraguá. Foto: Prefeitura de São Paulo

Com 1.135 metros de altitude, o lugar oferece aos seus visitantes, além de uma visão espetacular de toda a região, com até 55 km de alcance, contato direto com natureza vasta e exuberante, ideal para dias tranquilos e sossegados.

Há apenas 35 km do centro da capital, o parque é um dos principais pontos de visitação para os amantes do ecoturismo, com destaque para os praticantes de Trekking que encontram aqui condições ideias para a prática desse esporte.

O passeio é perfeito também para a família: aqui você encontrará além de muito verde, quadras esportivas, playgrounds, um lago para deliciosos banhos refrescante e um grande espaço para piqueniques durante todo o dia.

A trilha que leva até o pico do Monte, chamada de Trilha do Pai Zé, possui um percurso de 3.600 metros e duração média 2h30, com alto grau de dificuldade.

Se a ideia for apenas apreciar a natureza, trilhas como a do Lago, Trilha do Silêncio e  a Trilha da Bica estão à disposição.

5.  Conheça os bares do Centro

Quem visita São Paulo, a capital mais plural das terras tupiniquins, já sabe que vai encontrar, dentre seus inúmeros atrativos, os melhores bares e restaurantes do país.

A região Central, berço cultural e gastronômico da cidade, é o point para você vivenciar deliciosas experiências – literalmente – passando por renomados bares e restaurantes que se destacam entre as centenas de opções existentes por aqui.

Conheça alguns deles…

Casa do Porco

Bar e Restaurante  - A Casa do Porco - Centro de São Paulo
Bar e Restaurante – A Casa do Porco – Centro de São Paulo. Foto: A Casa do Porco

A Casa do Porco é o bar do momento.  Eleito como a melhor estreia boêmia de São Paulo em 2015 pelo guia VEJA Comer e Beber, o bar-restaurante é dedicado aos quitutes suínos, com ambiente moderno e cardápio tradicional que inclui torresmo, porco assado e tutu.

O local é um dos mais disputados da região, com filas que podem chegar a duas horas de espera. Para não perder o tempo parado, a casa oferece um serviço que envia ao celular do cliente uma mensagem avisando que sua mesa já está liberada, assim você pode sair e explorar os muitos outros locais da região do centro.

A decoração moderna e colorida, com porcos de diferentes formados espalhados por todo o local garante um ar divertido ao loca.

Bar da Onça

Bar Dona Onça - Centro de São Paulo.
Bar Dona Onça – Centro de São Paulo. Foto: Bar Dona Onça.

O Bar da Dona Onça é outro misto de bar e restaurante, ocupando há uma década o térreo do Edifício Copan, um dos mais importantes e emblemáticos prédios da capital Paulista, inaugurado em 1966.

O local é um reduto da boêmia e da tradição paulista, sendo comandado pela chef Janaína Rueda, a própria Dona Onça, servindo opções de clássicas de botecos e pratos característicos da cozinha brasileira.

Representação da Onça Pintada exposta no Bar da Onça
Bar da Onça. Foto: Bar da Onça

JazzB

Bar JazzB
Bar JazzB – SP. Foto: JazzB

O JazzB, consagrou-se como um espaço de apreciação musical que conta também com um bar com amplo menu de cervejas e chopp artesanal, excelente gastronomia e um café.

Localizado ao lado do Metrô da República, a casa conta com ambiente super descontraído, moderno e elegante. Perfeito para bons encontros com amigos e a família.

6. Tour pelo Centro de São Paulo

São Paulo é um verdadeiro museu a céu aberto onde história e cultura se entrelaçam no dia a dia da maior capital do país.

Por aqui, estações de metrô, praças, centros culturais, igrejas, bibliotecas e diversos outros lugares contam a história dessa incrível cidade e do povo paulistano.

Os famosos City Tours, realizados com acompanhamento de guias locais, são um dos melhores programas para você descobrir esses lugares especiais na cidade.

Roteiros tradicionais sempre incluirão visita em locais como a Estação da Luz, uma das mais famosas de São Paulo, projetada em 1895 pelo Barão de Mauá e hoje parte integrante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e ao Jardim da Luz, inaugurado em 1798 e considerado o Parque mais antigo do Brasil.

Praça da Sé - São Paulo.
Praça da Sé – São Paulo. Foto: Levarti.

Localizado no chamado “Centro Velho de São Paulo”, visitar o Parque Estação da Luz é como uma viagem ao século XX, visto que ainda preserva suas características originais como fontes, chafarizes e estátuas greco-romanas que dão um toque especial à decoração do parque e nos transporta para aquela época.

Não deixe de visitar também a Pinacoteca de São Paulo, um museu de artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade.

Pinacoteca de São Paulo.
Pinacoteca de São Paulo. Foto: Pinacoteca

Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Pina, como é carinhosamente chamada, é o museu mais antigo da cidade; Batalhão Tobias de Aguiar, um dos lugares mais históricos de São Paulo e o Mosteiro da Luz, uma igreja erguida em homenagem a Nossa Senhora da Luz.



Gostou? Compartilhe nas suas Redes Sociais! :)