O Pantanal brasileiro é a maior planície alagada do mundo, extendendo-se pelos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de algumas áreas do Paraguai e Bolívia. 

Seja qual for o seu estilo de viagem uma coisa é certa: ao pisar no Pantanal você será obrigado a desacelerar. Seja para acordar às 6h da manhã e ver o sol nascer, avistar jacarés escondidos entre as planícies verdinhas ou mesmo, passar algumas horas a espreita das onças-pintadas.

A região é berço de mais de 4 mil espécies de animais e plantas. Uma riqueza natural que pode ser explorada principalmente no Mato Grosso, mas precisamente em Poconé – o lado mais turístico do Pantanal.

O que fazer no Pantanal mato-grossense

Os melhores passeios e aventuras para você aproveitar no Pantanal

O que fazer no Pantanal mato-grossense? Para conhecer bem a região, dividida entre o Pantanal Norte e Sul, pousadas espalhadas pela região, agências de turismo e até fazendas, oferecem opções de hospedagem que já incluem atividades essenciais.

Quem curte pesca dedica o seu tempo em barco-hotéis. Já os apaixonados pelo ecoturismo devem montar um roteiro que inclua passeios de barco para observar os animais, passeios a cavalo, focagem noturna, canoagem e trilhas.

Abaixo você confere mais detalhes sobre esses atrativos.

1. Passeio pela Transpantaneira

Vista aérea da Transpantaneira, estrada que corta todo o Pantanal brasileiro
A Transpantaneira cruza o Pantanal brasileiro e abre caminhos para aventurais inesquecíveis

Uma das melhores maneiras de conhecer a vida selvagem pantaneira é através da Transpantaneira, estrada que mesmo sem asfalto, é considerada a espinha dorsal do Pantanal. Ela extende-se por cerca de 150km, cruzando campos abertos, matas e aterros que represam as águas das cheias e formam refúgios para jacarés, capivaras, tuiuiús e veados.

Os passeios são organizados por agências locais que levam até os melhores pontos de observação dos animais. Nas épocas de cheia, normalmente entre janeiro e junho, veículos 4×4 são os mais adequados para enfrentar algumas áreas de alagamento na estrada. Carro de passeio só na seca.

Uma dezena de pousadas ficam espalhadas pela extensão da Transpantaneira. Algumas delas, com restaurante aberto ao público.

2. Passeio de Barco

Passeio de canoa no pantanal mato-grossense.
Outra opção para conhecer os peixes e aves que se concentram nas árvores próximas ao rio, é nos passeios de canoa. O pôr do sol é um espetáculo a parte.

Os passeios de barco pelo Pantanal são uma experiência praticamente obrigatória para quem visita a região. Eles permitem percorrer grandes distâncias em busca de jacarés, capivaras e aves aquáticas. As opções vão desde passeios de chalana, barcos luxuosos e pequenas embarcações a remo, mais utilizadas para fazer pequenos tours locais.

3. Focagem Noturna

Focagem noturna no Pantanal
Focagem noturna no Pantanal

Muitas das espécies que vivem no Pantanal tem hábitos noturnos, e dessa forma, a focagem noturna torna-se um dos atrativos mais interessantes no Pantanal. Ela pode ser feita tanto em carro quanto pelo rio, onde o olhar atento dos barqueiros experientes facilmente localiza os jacarés e outras espécies.

4. Passeio a Cavalo (ou Dia de Peão)

Passeio de cavalo em áreas alagadas do Pantanal mato-grossense.
Andar de cavalo é uma atividade cotidiana na vida do homem pantaneiro.

Algumas fazendas oferecem uma das atividades mais essenciais da vida pantaneira: os passeios a cavalo. Eles acontecem em geral por áreas alagadas da região e incluem ainda almoço com comidas típicas e redes no final para um merecido descanso.

Algumas fazendas oferecem experiências mais completas como manejar o gado como um verdadeiro peão; ordenhar o leite e alimentar os animais. Outras, passeios à noite, sob um céu repleto de estrelas que é inesquecível.

5. Passeio para ver a Onça Pintada

Onça selvagem à beira do Rio Cuiabá no Pantanal mato-grossense.
A onça pintada é um dos animais selvagens mais incríveis da América do Sul – Foto: Blog da Aventura.

O melhor lugar da região para avistar onças pintadas fica no finalzinho da Transpantaneira, na Região de Porto Jofre. Do pequeno vilarejo com pouquíssimas casas, partem os barcos que fazem passeios de algumas horas entre ida e volta levando os turistas até as pousadas isoladas rio a dentro e para os luxuosos barcos-hotéis.

A partir desse ponto pega-se embarcações menores, que se embrenham rio a dentro a procura desse animal selvagem que é um dos mais incríveis da América do Sul. Embora o Pantanal seja a terra da onça pintada, é raro ver uma. Ariscas, elas ficam escondidas na mata.

O blog da Aventura traz um relato detalhado desse passeio. Confira!

6. Visitar uma fazenda de Jacarés

Já pensou em ficar pertinho dos jacarés e até mesmo segurá-los nos braços? Essa é experiência pode ser vivida em uma visita nas fazendas de Jacarés do Pantanal. Lá os animais ficam em dezenas de baias protegidas por redes, onde só quem tem acesso são os proprietários. Eles entram, pegam algum dos jacarés e entregam na mão dos turistas, que podem fazer fotos do momento emocionante.

A criação só é possível graças a ovos de jacarés colocadas na natureza com autorização ambiental.

7. Canoagem no Pantanal

Canoagem no Pantanal
Canoagem no Pantanal – Fazenda São Francisco, Pantanal Sul

A Canoagem pelo Pantanal envolve esforço físico e da mesma forma que todos os outros passeios, encontro direto com a natureza. O silêncio é a essência do passeio, para não afugentar jacarés, capivaras, araras, tucanos e com sorte, as ariranhas – conhecidas como “onça do mar”.

A navegação é guiada por um guia especializado enquanto todos colaboram com seus remos e aproveitam a paisagem. A duração passeio é em média 2h30.


Gostou? Compartilhe nas suas Redes Sociais! :)